terça-feira, 8 de março de 2011

Série Evangelho de Mateus: Segredos da Oração de Jesus

Posted by Atleta em Cristo On 10:21 1 comment



Todo filho de Deus deve ter um lugar para estar a sós com Deus a fim de buscá-lo. Sem isto, a oração secreta não terá a duração desejada ou será algo casual. Jesus tinha os seus lugares secretos para orar (Mt 14:23; Mc 1:35; Lc 4:42; 5:16; 6:12). Nós, também, devemos disciplinar nossa vida a fim de mantermos nossa comunhão com Deus e demonstrar nosso amor por Ele. A oração secreta é especialmente importante: 


1) de manhã cedo, para dedicarmos o nosso dia;
2) no fim da tarde, para render-lhe graças por suas misericórdias;
3) nos momentos em que o Espírito nos impulsiona a orar.


A promessa é que nosso Pai nos recompensará abertamente com a resposta à nossa oração, com sua presença íntima, e com honra genuína portoda a eternidade.


Oração modelo de Jesus indica áreas de interesse que devem constar na oração do cristão. Esta oração contém sete petições: três dizem respeito à santidade e à vontade de Deus e quatro dizem respeito às nossas necessidades pessoais. A brevidade desta oração não significa que devemos ser breves quando orarmos. Ás vezes, Cristo orava a noite inteira( Lc 6:12). Grandes mártires da igreja tomaram a vida de oração de Jesus como exemplo e mudaram a sua geração com seus hábitos disciplinados e íntimos da oração. Tais como Jônatas Edwards, Jorge Whitefield, Carlos Finney, Jorge Müller, Hudson Taylor, Carlos Spurgeon, D.Moody, livro Heróis da Fé, Orlando Boyer.


1) Pai nosso, que estás nos céus;
Jesus toma o conceito de Deus, o Senhor do Universo, como Pai, e torna parte essencial da fé cristã (Lc 11:2). A oração envolve a adoração ao Pai celestial


a) Como Pai, Deus nos ama, cuida de nós e anela comunhão e intimidade conosco. Em Cristo, temos acesso ao Pai, em todo tempo, para adorá-lo e expressar-lhe as nossas necessidades (vv.24-34).


b) Deus, como nosso Pai, não significa que Ele seja como um pai terrestre, que tolera o mal nos filhos ou que deixa de discipliná-los corretamente. Des é um Pai santo, que se opõe terminantemente ao pecado. Ele não tolera a iniqüidade, mesmo naqueles que o chamam de Pai. Seu nome deve ser ''santificado'' (v.9).


c) Logo, como Pai celeste, Ele pode castigar, tanto quanto abençoar, reter, tanto quanto dar, agir com justiça e também com misericórdia. Sua maneira de atender seus filhos depende da nossa fé e obediência para com Ele, Deus Soberano.




2) Santificado seja o teu nome;
O maior emprenho em nossas orações e nossa vida deve concentrar-se na santificação do nome de Deus. É da máxima importância que o próprio Deus seja reverenciado, honrado, glorificado e exaltado (cf. Sl 34:3). Em nossas oraçãos e em nosso viver diário, devemos ter o máximo zelo com a reputação de Deus, da sua igreja, do seu evangelho e do seu reino. Fazer algo que cause escândalo para o nome e o caráter do Senhor é um pecado horrível que o expõe a vergonha pública.


3) Seja feita a tua vontade;
Orar ''seja feita a tua vontade'' significa que anelamos sinceramente que a vontade e o propósito de Deus sejam cumpridos em nossa vida e na vida dos nossos familiares, segundo seu plano eterno. Podemos conhecer a vontade de Deus, primeiramente através da Bíblia, que é a sua vontade revelada, e através da direção do Espírito Santo em nosso coração (cf. Rm 8:4-14). A vonade de Deus é cumprida quando oramos para que o reino de Deus e sua justiça prevaleçam entre nós (v.33). Além disso, orar para que seja feita a vontade do Senhor é atribuir ao Deus Soberano e Misericordioso as rédeas da sua vida. É conceder ao Senhor a reverência que Ele é capaz de discernir o melhor para nós, ainda que não possamos entender(Rm 8:28). Jesus tinha isso em mente, quando orou no Getsêmani (Lc 22:41-42).


4) Venha o teu reino;
A oração deve ocupar-se com o reino de Des na terra agora e com seu pleno cumprimento no futuro.


a) Devemos orar pela volta de Cristo e pelo estabelecimento do reino eterno de Deus no novo céu e na nova terra (Ap 21:1; cf. 2 Pe 3:10-12; Ap 20:11; 22:20).


b) Devemos orar pela presença e manifestação espiritual do reino de Deus agora. Isso inclui a operação do poder de Deus entre o povo para destruir as obras de Satanás, curar os enfermos, salvar os perdidos, promover a justiça e derramar o Espírito Santo sobre o teu povo.


5) Pão nosso de cada dia;
A oração deve conter petições concernentes às nossas necessidades diárias (Fp 4:19; Lc 11:3; Pv 30:8-9). Significa orar pelas necessidades do dia de hoje ou do dia de amanhã. Depender do pão diário do Senhor é viver sobre a dispensação da Graça de Deus, em que Ele sabe das nossas necessidades, e Ele próprio é o nosso pão da vida de cada dia(Êx 16:4; Pv 30:8-9; Jo 6:35)


6) Perdoa...assim como nós perdoamos;
Na oração devemos tratar dos nossos pecados e também estar dispostos a perdoar aqueles que nos fizeram mal (vv.14,15; Hb 9:14; 1 Jo 1:9)


7) Livra-nos do mal e das tentações;
Todos os crentes são objeto especial da hostilidade e dos maus propósitos de Satanás. Por essa razão nunca devemos esquecer de orar para que Deus nos livre do poderio e das tramas do inimigo (Lc 11:26; 18:1;22:31; Jo 17:15; 2 Co 2:11) e assim pondo em perigo nossa fidelidade a Senhor (cf. Mt 26:41; 1Co 10:13: 




Porque teu é o Reino, o Poder, a Glória para sempre Senhor.


Amém.

1 comentários:

Saúde é coisa séria. Preste atenção no recado que a apresentadora Hebe Camargo traz para você: http://bit.ly/gwEDaB.

Siga-nos no Twitter e fique por dentro da campanha Saúde Não Tem Preço: www.twitter.com/minsaude
Para mais informações: comunicacao@saude.gov.br ou www.formspring.me/minsaude
Obrigado,
Ministério da Saúde

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...